Clareamento Dental

Existem 2 tipos de clareamento dental: o feito em consultório, que utiliza um gel clareador de maior concentração e que é ativado pelo laser, e o caseiro, que utiliza um gel menos concentrado e é aplicado em moldeiras de silicone.

No tratamento em consultório, o gel clareador (peróxido de hidrogênio ou peróxido de carbamida, geralmente na concentração de 37 ou 38%) é aplicado na face externa dos dentes, sem que haja contato com as mucosas (lábios e gengivas). Em seguida, um feixe de luz (laser) é aplicado para ativar o produto e acelerar o processo de branqueamento dentário.

No tratamento caseiro, o gel de baixa concentração (peróxido de carbamida, geralmente em 15, 16 e 20%) é colocado, pelo próprio paciente, em uma moldeira de silicone. Como não há o uso do laser, torna-se necessário o uso do gel por mais tempo para obter ótimos resultados. O material deve ser adquirido no consultório com o dentista e o tratamento deve ser acompanhado o tempo inteiro pelo profissional para que não haja riscos nem efeitos indesejados. Pesquisas feitas em Universidades mostram que alguns produtos para uso caseiro vendidos diretamente ao paciente são muito perigosos, pois podem atingir e matar a polpa dentária (parte viva do dente), provocar sensibilidade exacerbada e possibilitar a ocorrência de fraturas (quebra) dos dentes.


Clareamento em Consultório X Caseiro: Qual é o melhor tratamento?

Ambas as técnicas são eficientes e alcançam excelentes resultados, desde que sejam utilizados materiais de ótima qualidade. Entretanto hoje sabe-se que o melhor tratamento é a associação das duas técnicas, ou seja, inicia-se com a sessão de clareamento no consultório e depois complementa com o clareamento caseiro por mais 3 a 4 semanas. Os resultados são ainda melhores, obtém-se tons mais claros e mais estáveis (dependo dos cuidados do paciente após o tratamento, é claro).

Ambos os métodos podem promover sensibilidade dentária temporária, principalmente o ativado por luz (feito em consultório), devido à maior concentração do agente clareador. O nível de sensibilidade varia de paciente para paciente e para ajudar a minimizá-la recomendamos o uso de pastas (dentifrícios) para dentes sensíveis (possuem menos componentes abrasivos) e de escovas muito macias, além de evitar alimentos e bebidas muito gelados e ácidos durante e logo após o tratamento.


Quanto dura o clareamento dental?

O resultado dos tratamentos varia de paciente para paciente, e tem duração média de dois anos, porém esse tempo pode variar de acordo com a dieta e com os hábitos pós-tratamento: fumar, ingerir alimentos e bebidas com corantes, como café, açaí, refrigerantes à base de cola, molhos de tomate, shoyo, sucos de uva, vinhos, chocolates, dentre outros, pode provocar um escurecimento precoce dos dentes, devido ao acúmulo de novos pigmentos. Para manter os resultados por mais tempo é preciso optar por alimentos com menos corantes, escovar bem os dentes e fazer profilaxias (limpezas) regulares no consultório.


Indicações x Contra-Indicações

O clareamento dental é indicado para pessoas acima de 16 anos que tenham dentes escurecidos devido ao acúmulo de pigmentos, porém com uma condição bucal saudável, ou que queiram fazer uma finalização estética pós-tratamento ortodôntico, por exemplo.
Não é recomendado como tratamento de manchas acinzentadas ou marrom escuro, que podem ter sido causadas pelo uso do antibiótico Tetraciclina na infância ou por tratamentos de canal. No caso das manchas, o tratamento mais indicado pode ser uma faceta estética ou uma lente de contato. No caso de dentes com canal tratado, se houver a correta indicação, pode ser realizado o clareamento dental interno. Também não é indicado para pacientes que tenham muita sensibilidade dentária, pois o clareamento aumentará essa sensibilidade e pode causar muita dor e desconforto ao paciente.

Quer um sorriso mais branco, luminoso, saudável e de forma segura?

Na clínica HGS utilizamos o que há de melhor e mais moderno em agentes clareadores, que oferecem os melhores resultados com o menor índice de sensibilidade.
Agende sua consulta!

Encontre-nos!

INSTITUTO HGS
Av. J.K. de Oliveira, 580 - Campo do Galvão
Conjuntos 12, 23 e 24
Guaratinguetá-SP 12505-300
(12) 3132-1964 | (12) 3126-1390
NO RIO DE JANEIRO
Clínica Telma Rocha
Avenida Epitácio Pessoa, 3724 - Lagoa 2° andar
Rio de Janeiro-RJ
(21) 2266-6610 | (21) 2286-1767
Instituto HGS 2018 - Todos os direitos reservados